Bola de Cristal (1986-88)

O fanzine Bola de Cristal serviu de “órgão oficial da Torre do Necromante”, o primeiro clube de jogos de personagem do país. Apesar de ter contado apenas com três números, saídos entre 1986 e 1988, foi a única publicação portuguesa deste tipo da década de 80, pelo que o seu conteúdo original e o tom apaixonado e amador com que foi produzido ilustram de forma notável os anos iniciais da comunidade de RPG em Portugal.

Continue reading “Bola de Cristal (1986-88)”

Está alguém aí? A comunidade nos anúncios

Hoje, em 2017, tanto curiosos não-iniciados como jogadores veteranos têm à sua disposição uma panóplia de instrumentos de comunicação que lhes permite manterem-se em rede e continuamente informados sobre todas as iniciativas de jogo. Na década de 80, claro, a história era outra.

Continue reading “Está alguém aí? A comunidade nos anúncios”

Lançamento da edição portuguesa de D&D (1989)

A edição portuguesa da famosa caixa vermelha de Dungeons & Dragons assinala a maior iniciativa editorial na área do RPG até hoje encetada no nosso país.

Continue reading “Lançamento da edição portuguesa de D&D (1989)”

Começos

Na maioria das investigações históricas, mesmo tratando-se de história recente, o processo de recolha, organização e processamento de informação tende a ser de carácter solitário. Para temperar essa tendência, e porque este projecto depende em grande medida da existência de diálogo, decidi procurar um meio que me permitisse mostrar o que vou fazendo e, ao mesmo tempo, despertar o interesse dos leitores (espero eu!) e incentivar a sua partilha.

Não planeio acrescentar novos conteúdos com qualquer espécie de periodicidade declarada; eles virão apenas à medida que encontrar matéria interessante, ou, esporadicamente, quando me deparar com alguma notícia que venha a propósito. Parafraseando Python e Lovecraft (com a vossa desculpa), a falta de actividade do Fotocópias & Dragões significará apenas que está a descansar, não que está morto.

Obrigado pela vossa visita e espero que tenham tanto gozo como eu neste passeio de descoberta das origens dos RPG em Portugal.